sexta-feira, 11 de julho de 2014

Computador lento? Dicas para mante-lo rápido e organizado



O desempenho do computador sempre foi um dos grandes motivos de reclamação dos usuários, seja em empresas ou em casa. Essa queixa frequentemente é acompanhada da expressão: “quando eu comprei não era lento assim”. A afirmação tem seu fundo de verdade, pois o computador vai acumulando “lixo”, que compromete seu desempenho.
Com o passar do tempo, o computador começa a ficar lento por uma série de fatores: arquivos temporários em excesso, resquícios de softwares instalados e depois removidos nos registros do Windows e muitos programas iniciando juntamente com o computador, por exemplo.

Portanto, aqui vai algumas dicas práticas que o usuário deve atender pelo socorro ao seu velho PC


1° Esvazie a lixeira >>  Você pode apagar milhares de arquivos pra lixeira, mas se não lembra de esvazia-lá, o trabalho foi inútil, pois mesmo excluídos, os arquivos ainda acumulam memória e espaço. Se preferir pode excluir definitivamente, utilizando o atalho SHIFT+Delete do seu teclado.



2° Remoção de programas e componentes do windows >> Remova aqueles programas que você nem utiliza mais, cuidado na escolha dos programas, vai que de repente você desinstala seu antivírus ou os drivers do seu computador. O processo é simples: Menu Iniciar, painel de controle, programas e recursos, desinstalar um programa.



3° Programa fundamental para toda a faxina >> O CCleaner é uma das soluções mais poderosas e eficazes para efetuar a limpeza completa no PC, apagando arquivos desnecessários do disco de armazenamento. O programa tem como função principal a eliminação de conteúdos desnecessários que são mantidos pelo próprio sistema operacional. No tocante à limpeza do PC, o programa possui duas vertentes: uma voltada para faxinar os recursos do Windows e outra para a remoção da sujeira mantida por outros softwares. Programa simples e bastante útil, que você encontra disponível para baixar aqui no blog.







sábado, 3 de agosto de 2013

Carregar o smartphone via USB plugado no PC prejudica a bateria?




 Apesar de a maioria dos celulares atuais adotarem com padrão a entrada USB, ainda é grande o número de dúvidas acerca do processo de carregamento. Afinal, carregar um smartphone através do cabo conectado a um computador prejudica a bateria? Vamos explicar:

É certo que a bateria dos smartphones é carregada de forma mais segura pelas tomadas da energia, pois estas em geral fornecem uma corrente elétrica de 1.000 mA que é constante e totalmente voltada para o processo de recarga. Já o procedimento realizado por cabo USB conectado em um PC possui muitas variantes, como as versões desta conexão de periféricos e a quantidades de dispositivos que dividem a corrente elétrica.


Limitações da recarga por USB

Todo computador precisa de certa quantidade de corrente elétrica para fazer funcionar os seus componentes e ainda alimentar constantemente os seus periféricos essenciais como mouse, teclado, caixas de som e dentre outros.
Desta forma, quanto mais dispositivos estiverem conectados pelas vias de conexões USB do PC, menor poderá ser a taxa de corrente elétrica que será enviada para a recarga da bateria de seu smartphone.

 Assim, enquanto uma tomada comum fornece a alimentação elétrica de forma constante em quantidade maior, diminuindo o tempo do carregamento da bateria, a conexão USB envia uma taxa de energia menor, que poderá ser instável e certamente demorará mais para fazer uma recarga.



Vantagens e desvantagens

Os cabos USB são extremamente práticos por sua portabilidade e, além de realizarem a recarga da bateria, também permitem a administração e a transferência de dados entre o PC e o celular. Carregar via USB é ideal para aqueles usuários que não se importam com a velocidade no carregamento dos seus celulares.
Apesar disso, o processo de recarga da energia de bateria smartphones acaba gerando um aumento de temperatura, tanto do aparelho como da bateria, e este fenômeno é um dos grandes responsáveis pela diminuição da vida útil de ambos. Desta forma, a maior desvantagem do processo de recargar de celulares pelo cabo USB conectado ao PC é o desgaste que a bateria e os componentes do smatrphone acabam sofrendo.


Fonte: Techtudo


quarta-feira, 12 de junho de 2013

Sony mostra o novo console PS4, que chega no fim do ano por US$ 400

 

     Depois do suspense, a Sony finalmente apresentou o seu console de nova geração, o PlayStation 4, concorrente direto do também recém lançado Xbox One, da Microsoft, pela primazia do mundo dos videogames.
A Sony apresentou o novo console durante a última apresentação da noite desta segunda-feira (10) na maior feira de games, a E3. O PS4 custará US$ 400, abaixo do preço de saída do concorrente Xbox One, de US$ 500. O console da Microsoft custará R$ 2,2 mil no Brasil. Desde o anúncio do novo videogame, só se falou nele, disse Jack Tretton, presidente da Sony Computer Entertainment America, para quem o videogame trará experiência nunca antes vistas.
O público, no entanto, não reagiu bem ao PS4. Os poucos aplausos causaram uma sensação de constrangimento aos executivos da Sony. A apresentação do novo console foi feita pelo presidente-executivo da Sony, Andrew House, que esperou por mais aplausos. Isso, porém, não aconteceu.

Alfinetadas à Microsoft
Ao revelar que o PS4 terá suporte para jogos usados, ao contrário dos boatos que circulavam pela internet, Jack Tretton alfinetou a Microsoft, que permitirá apenas que um jogo seja revendido apenas uma vez. O público aprovou a medida e aplaudiu muito. Em uma referência direta à Microsoft, Tretton afirma que o jogador poderá vender, emprestar ou fazer o que quiser com o seu jogo –pelo menos os games em disco. Os jogos do PS4 também não exigem conexão on-line para jogar.

Continuando as alfinetadas, Tretton afirmou que não será necessário autenticar o videogame na internet a cada 24 horas para poder continuar a jogar. "Toda a liberdade do PS4 não será possível no Xbox One", diz Tretton.

Fonte: G1


terça-feira, 21 de maio de 2013

Desbloqueie você mesmo seu celular, sem gastar nada!!!



Segundo a Anatel  (Agência nacional de telecomunicações), O desbloqueio do aparelho celular é direito do usuário que pode ser exercido a qualquer momento junto à prestadora responsável pelo bloqueio, sendo vedada (proibida) a cobrança de qualquer valor ao usuário pela realização desse serviço.
Pensando nisso, resolvemos mostrar como você mesmo pode desbloquear seu celular no site da prestadora de origem.
Evitando assim ter que pagar 20, 30 ou até 40  reais na lojinha da esquina, para ter seu aparelho desbloqueado. O código para o desbloqueio é gerado na hora, você só vai ter que fornecer algumas informações.

1- Desbloqueando Oi
Clique AQUI para acessar a hotpage de desbloqueio, na página informe o Fabricante do aparelho, e em seguida o modelo.
O próximo passo e fornecer o IMEI do aparelho, e o numero do telefone, para obter o IMEI basta digitar *#06# no seu celular, agora confirme os caracteres da imagem e clique em Ok.
Escolhendo o fabricante
Escolhendo o modelo
Fornecer IMEI
O código de desbloqueio será gerado, e você deverá colocar um chip de outra operadora no aparelho, e em seguida ligar o mesmo. Digite o código fornecido, confirme, e pronto! Seu telefone está desbloqueado.

2- Desbloqueando Vivo
Clique AQUI para fazer login no site da vivo, digite seu telefone e sua senha. Caso você não possua uma senha, clique em primeiro acesso, em seguida forneça as informações necessárias, a senha será enviada via sms para seu celular.
Após fazer o login, clique em desbloquear aparelho, no menu do lado esquerdo. Agora digite o IMEI do aparelho, para obter o IMEI digite *#06# no seu celular, a seguir escolha o fabricante e o modelo do aparelho, e clique em confirmar.
Desbloquear aparelho
Fornecendo informações
O código de desbloqueio será gerado, e você deverá colocar um chip de outra operadora no aparelho, e em seguida ligar o mesmo. Digite o código fornecido, confirme, e pronto! Seu telefone está desbloqueado.

3- Desbloqueando Claro
Clique AQUI para fazer login no site da claro, digite seu telefone na área minha claro do lado direito da página. Caso você não possua uma senha, o sistema pedirá algumas informações, em seguida a senha será enviada via sms para seu telefone.
Efetuado o login, clique em adicionar na guia serviços do lado esquerdo. Agora clique em desbloqueio de aparelho e modem, marque a caixa não, e digite o IMEI do aparelho, para obter o IMEI digite *#06# no seu celular, agora clique em confirmar.
Minha claro
Adicionar serviços
Desbloqueando aparelho
O código de desbloqueio será gerado, e você deverá colocar um chip de outra operadora no aparelho, e em seguida ligar o mesmo. Digite o código fornecido, confirme, e pronto! Seu telefone está desbloqueado.

4- Desbloqueando Tim
A Tim não mantém em seu site, uma página destinada ao desbloqueio de aparelhos. Os clientes da empresa deverão solicitar o desbloqueio em uma loja Tim, tendo em mãos, documento de identidade e a Nota Fiscal.
Lembrando que o desbloqueio de celulares deverá ser efetuado sem custos, independente do plano contratado.

OBS: Em alguns modelos, deverão ser acrescentados alguns caracteres antes ou depois do código de subsídio (Desbloqueio), para saber quais caracteres devem ser adicionados, consulte o manual do aparelho.
Ex: Motorola Z10: **057* em seguida o código de desbloqueio
Nokia: #pw+ código de desbloqueio+1#
Nokia 3310: #pw+ código de desbloqueio+1# e digite também o 2º código de destravamento no processo: "#pw+Código de desbloqueio+4#".
As páginas citadas acima, também informam como o cliente deve proceder durante o processo de desbloqueio.
Em alguns modelos de aparelho, você tem somente 3 tentativas para inserir o código correto, caso você ultrapasse este limite o telefone é bloqueado para uso, sendo necessário ligar para a prestodora de origem para eventual desbloqueio.

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Conexão 4G chega às cidades-sede da Copa das Confederações no prazo, mas com limitações


  A rede 4G, telefonia de quarta geração, deve ser instalada até esta terça-feira (30) pelas operadoras Claro, Oi, Tim e Vivo nas seis cidades-sede da Copa das Confederações, conforme prazo estabelecido pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). O 4G chega, no entanto, com limitações: além de cobrir apenas 50% da área urbana dessas localidades, os planos são caros e o número de smartphones à venda no Brasil, compatíveis com a tecnologia, é pequeno.
Voltada especificamente para o tráfego de dados, a rede 4G permite conexão de internet que pode chegar a 50 Mbps (Megabits por segundo), cerca de 50 vezes a velocidade utilizada em planos 3G convencionais, de 1 Mbps. Para acessá-la, é necessário ter um smartphone, tablet ou modem compatível com a tecnologia.
 


Poucos aparelhos compatíveis
Quem pretende usar a tecnologia 4G no país deve ficar atento à compatibilidade dos dispositivos móveis com a rede brasileira, que funciona nas faixas de 2500 Mhz (Megahertz) a 2690 Mhz.

Preços altos
Por enquanto, apenas as operadoras Claro e Oi divulgaram os preços dos planos com internet 4G em cidades específicas. Para smartphones, os preços partem de R$ 98 mensais (promocional). No caso de computadores e laptops, é preciso considerar a aquisição do plano com preços a partir de R$ 79,90 (subsidiado) e do modem, a partir de R$ 100 (subsidiado).


Fonte: UOL.com



terça-feira, 26 de março de 2013

Atualize-se para o Skype



  Como vocês já sabem, o MSN aos poucos vai se aposentando e dando espaço ao novo comunicador Skype, que vem ganhando muitos usuários, principalmente aqueles que possuem conta no windows live messenger (MSN). Para alguns que já usam ou usaram o comunicador, perceberam o quanto ele ficou prático e completo com seus novos recursos.
  Então é hora de dar adeus ao velho MSN e atualizar-se para o skype e conhecer suas funções, baixe já e continue conectado com seus amigos de forma moderna, lembrando que não é preciso criar outra conta, basta logar com sua conta do msn como mostra a imagem:

 
Para baixar o Skype basta clicar nesse link --->  www.skype.com/pt-br/download-skype/

quinta-feira, 14 de março de 2013

O que é Torrent e como funciona?

  


     Hoje em dia, é muito comum encontrar arquivos de todos os tipos e tamanhos sendo compartilhados pela internet através de arquivos torrent. Só que ainda existe um grande público que não faz ideia do que “torrent” realmente significa, muito menos como um arquivo de poucos KB pode trazer outro de diversos GB.
A lógica do torrent é a seguinte: a primeira pessoa a disponibilizar um download é conhecida como o primeiro seed. Uma segunda pessoa baixa este conteúdo e também passa a disponibilizá-lo, tornando-se mais um seed. Basicamente, quanto mais seeds houver de um mesmo arquivo, mais rápidos e eficientes serão os downloads, pois mais pessoas estarão disponibilizando o mesmo.

Arquivos torrent

Torrent é a extensão de arquivos utilizados por um protocolo de transferência do tipo P2P (Peer to Peer). Essa transferência acontece da seguinte maneira: os arquivos transferidos são divididos em partes e cada pessoa que tem tal arquivo ajuda a fazer o upload a outros usuários. Isso reduz significantemente o consumo de banda do distribuidor original do arquivo, não sendo necessário que o mesmo fique armazenado em um servidor.

Como funciona

 Para baixar via torrent, você não pesquisa diretamente os arquivos que deseja. O primeiro passo é pesquisar o arquivo torrent que contenha essas informações. Ao abrir este arquivo com um programa compatível (ou seja, cliente), você vai visualizar todo seu conteúdo e pode baixar somente aquilo que desejar.


FONTE: Tecmundo